PaperLoop nº7: “Diversificação corporativa: o conhecimento como unidade de valor para uma diversificação proativa”

Quantas vezes não nos teremos perguntado sobre o máximo potencial da nossa empresa, sobre que oportunidades nos brinda o conhecimento que gerimos, se as devemos aproveitar todas e como fazê-lo proativamente, em que ordem e a que ritmo, sobre como aproveitar o fenómeno startup para agregar novo conhecimento e como utilizar as spin-off para avançar mais depressa
e reter o talento?

Provavelmente, o que faz com que estas reflexões possam ser um patamar para o sucesso ou, pelo contrário, uma grande fonte de frustrações são uma série de fatores, como o alinhamento que fizermos com as necessidades do plano estratégico da empresa, o realismo com que nos enfrentemos ao processo e uma separação entre oportunidades orgânicas (as que encaixam nas divisões que constituem a empresa) e inorgânicas (as que nos abrem as portas a outras áreas, graças a novos companheiros de viagem).

Na Loop enfrentamo-nos muitas vezes a este desafio, e fazêmo-lo mediante processos metodológicos que nos permitem atingir uns resultados reais e bastante consideráveis. Neste novo paper queremos
dar uma visão global de como procedemos e definir os principais passos para conseguir a diversificação da empresa, salientando as questões que necessariamente deverão ser abordadas.

Ver Paper